“Nós sempre soubemos que esse dia chegaria”

Hoje eu vim aqui rapidinho, antes que acabe o tempo e não dê pra ver o filme. Siiim, vim falar sobre um filme que ainda está em cartaz… e minha gente, é filmaço. Os haters de plantão irão dizer que é um filme clichê, que tem muitos efeitos especiais, mas quem nunca gostou, ao menos uma vez disso, que atire a primeira pedra.

Na nossa sempre linda tradução: Terremoto A Falha de San Andreas. Um terremoto atinge a Califórnia e faz com que Ray (Dwayne Johnson), um bombeiro especializado em resgates com helicópteros, tenha que percorrer o estado ao lado da ex-esposa Emma (Carla Gugino) para resgatar a sua filha Blake (Alexandra Daddario), que tenta sobreviver em São Francisco com a ajuda de dois jovens irmãos.

Se você ainda não sabe, eu vou dizer: San Andreas é uma das regiões mais instáveis do globo. Ela está na costa oeste dos EUA, próximo a Los Angeles e São Francisco, bem no encontro de duas placas tectônicas que estão em constante movimento, mas na maior parte do tempo estes movimentos são imperceptíveis na superfície. Porém, a cada 150 anos, mais ou menos, estes eventos geológicos tem repercussões maiores, e acontece o que conhecemos por terremoto (fim da aula de geografia). No filme, isso tudo ai é relatado por um cientista que é professor e que prevê o tamanho da catástrofe pouquíssimo tempo antes de acontecer. O ator Paul Giamatti, oferece ao seu personagem, Lawrence, autoridade suficiente para que seus relatos soem alarmantes, e após transmitir seu alerta em rede nacional, começa um legítimo ‘salve-se quem puder’.

 Um típico filme catástrofe, sem novidades, sem reviravoltas, no qual os protagonistas são simplesmente peças em um tabuleiro que não podem influenciar, já que toda ação acontece independente deles.

                                                                             -CineClick

Assim que terminou o filme, eu me perguntei por que raios Los Angeles não afundou. O filme fala sobre o maior terremoto já registrado na história, que ainda vai acontecer, porque os cientistas sabem que vai acontecer, mas ai eles hasteiam a bandeira dos Estados Unidos e falam sobre recomeço.

Fico imaginando as palavras do irmão Branham: “Eu me lembro, justamente minha última Mensagem na Califórnia, aonde eu pensei que nunca voltaria, onde eu predisse: “Los Angeles irá para debaixo do oceano. ASSIM DIZ O SENHOR.” Irá. Ela está acabada. Ela está escavada pela água. Ela está terminada. Em que hora? Eu não sei quando, porém ela será afundada. Imediatamente depois daquilo, os terremotos começaram a sacudir e a arquear (…) Eu disse: “O juízo cairá sobre a Costa Oeste.” Dois dias depois daquilo, o Alasca quase afundou. Lembre-se, aquele mesmo Deus que disse aquilo, disse: “Los Angeles está condenada (…) Oh, cidade, que te chamaste pelo nome dos Anjos, Los angeles, como te ergueste até o céu! A própria raiz e trono de satanás, veja, tu te ergueste.”

Mas pra nós que sabemos disso ↑ o filme é mais um refresco de memória do que um entretenimento.

“We always knew this day would come.”

xoxo

Anúncios

Um comentário sobre ““Nós sempre soubemos que esse dia chegaria”

  1. Oie Kelly!
    Sabe o que acho de mais bacana no WordPress é que ele nos mostra no Leitor outros blogs bacanas para ler, curtir e acompanhar. Simplesmente adorei seu espaço! Muito bacana… Visual clean e conteúdo interessante.
    Tenho um blog também, quando puder fazer uma visitinha ficarei mega contente e honrado, vou deixar o link abaixo!
    Bom, continue assim. Sucesso e boas postagens! 😉
    Já estou seguindo o seu Blog para acompanhar as novidades!

    Link: http://www.andrehotter.com

    hUg!
    #SpreadTheLove

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s