Todo mundo tem seu milagre

AAAAAAAHAHAHAHA eu tô tão animada!!!! Fui assistir Paper Towns ontem e estou louca pra escrever tudo pra vocês, tudo que não seja spoiler, é claro.

Para os que não fazem a menor ideia do que eu estou falando, Cidades de Papel é a adaptação cinematográfica do livro do consagrado escritor John Green, aham isso ai, o mesmo que escreveu A Culpa é das Estrelas. Protagonizado por Nat Wolff e Cara Delevingne, o filme se passa em Orlando e conta a história de Quentin Jacobsen, um garoto nerd e gente fina com uma paixão platônica pela sua vizinha e amiga de infância Margo Roth Spiegelman.

Apesar de serem vizinhos, ao longo dos anos Margo e Q se afastam, ela se torna a popular no colégio e ele só um nerd apaixonado. Mas tudo muda quando ela aparece na janela de Q, no meio da noite pedindo para ele ser seu motorista num plano de vingança, muito bem elaborado, por sinal. E apesar de ser todo certinho, ele topa. E essa se torna a melhor noite da vida dele.

No livro são onze coisa que eles fazem, mas no filme os roteiristas diminuíram pra nove. Por exemplo, no livro os dois vão ao SeaWorld, mas no filme não existe essa cena, isso aconteceu porque o filme “Blackfish – Fúria Animal” tinha feito as pessoas repensarem no parque como um cativeiro, então se a cena estivesse no longa as pessoas possivelmente boicotariam o mesmo e teria uma baixa nas bilheterias (o que é uma pena, pois a cena do SeaWorld é sensacional), porém isso não muda em nada o curso das coisas.

Depois de uma noite incrível, Margo some do mapa, literalmente falando, mas não sem deixar pistas. E com a ajuda dos amigos, Q embarca em um tipo de road trip para desvendar o mistério chamado Margo Roth Spiegelman.

Apesar de todo o mistério envolvendo a vizinha maluquinha, a essência tanto do livro quanto do filme é a importância da amizade. E Nat Wolff, Austin Abrams e Justice Smith formam o trio da amizade mais doida e bonita que eu já vi e me lembro – dá até vontade de ser amiga deles haha.

A diferença entre o filme e o livro vai além das gordurinhas extras queimadas para que o filme flua melhor. O romance de Radar e Angela é bem mais explorado. Há um coadjuvante que se destaca e este é Ben (igualzinho Nat como Isaac em ACDE). E ah, o final não é o mesmo do livro, mas escrever isso seria spoiler e eu prometi que não faria isso. Foi uma aposta arriscada dos roteiristas, até porque o livro é sucesso de vendas, mas também o fator surpresa é o grande diferencial (afinal surpreender é o que Mr. Green faz de melhor). Em uma transição de texto para imagem, muitas coisas são perdidas, mas Cidade de Papel mostra que também há ganhos. Dois dos momentos mais engraçados, uma cena que envolve um sotaque estranho e outra que tem a ver com Pokémon, por exemplo, não foram descritos na obra original. O que é uma distância do livro mas se aproximando da essência do autor.

Margo não era um milagre, não era uma aventureira, era apenas uma garota.

Ben e Radar

John Green realmente tem o dom de fazer personagens masculinos extremamente fofos e Quentin Jacobsen com certeza faz parte dessa lista. E agora, mais do que nunca, já que o rosto de Nat Wolff está fixada nele haha é impossível desassociar.

Pra quem não assistiu ainda, quando forem ver – se forem ver – se atentem pra esta imagem ai de cima, é uma cena surreal. Não vou dar spoiler, mas garanto que a parte feminina da sessão suspirou alto haha. Eu fiz exatamente a cara deles!

Enfim, pra finalizar, depois de um post gigantesco,o filme faz jus ao título que eu dei de segundo mais aguardado do ano (porque o primeiro é A Esperança – O Final). Cultura pop, road movie, mimimi de adolescente classe média, ritos de passagem, qual o sentido da vida… Um clichê à lá Mr. Green.

What a treacherous thing to believe that a person is more than a person.

Arrisquem-se

xoxo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s