Algumas lições que o pop country me ensinou

Esses dias eu estava ouvindo as músicas mais antigas da Taylor Swift e me deu uma vontade de anunciar ao mundo o meu amor pela musica country. Embora, ela não faça mais músicas nesse estilo, as antigas dela ainda fazem parte da minha vida e não só as dela, mas tem outros cantores de pop country que me inspiram. E é por isso que no post de hoje eu vou falar sobre as lições que este estilo musical me ensinou.

Cuide da sua vida

A gente vive numa era em que tudo é exposto demais, e junto com isso vem o julgamento livre. E mesmo que a gente não dê liberdade nenhuma pra ninguém falar da nossa vida, as pessoas se sentem no direito de falar sobre tudo.

Kacey Musgraves nos diz em Biscuits que “colocar sal no meu açúcar não vai fazer o seu mais doce…eu não gostaria de saber sobre as pedras nos seus sapatos. Então, eu vou cuidar da minha vida e, querido, você pode cuidar da sua.”

Seja quem você quiser

As pessoas sempre vão falar. Se você é gordo, se você é magro, se é tímido, se ganha, se perde… nunca vai estar bom. A melhor coisa a fazer é respirar fundo e simplesmente ignorar esse tipo de gente.

Em Follow Your Arrow, Kacey nos aconselha a “dizer o que pensamos, amar quem amamos, porque nós só temos um monte de voltas ao redor do sol, e sim, nós só vivemos uma vez.”

Saia da sua zona de conforto

Sair da nossa zona de conforto nos permite realizar coisas incríveis, existe um mundo de possibilidades para além do que você está acostumado. Para cada ação fora dessa zona, uma nova surge.

E em Silver Lining, Kacey nos diz que “se você quer encontrar uma fresta de esperança, tem que sair em um dia nublado. Se você quer encher a sua garrafa com um raio, você tem que ficar na chuva… a sorte não é o que você precisa.”

Viva como se estivesse morrendo

Essa pode até ser adolescente, mas vale. É aquele negócio de ‘você só vive uma vez’. Então, não adianta pensar demais, o que é errado pra alguém pode ser o certo pra você.. Seja vivendo o seu sonho, pulando de paraquedas ou só amando profundamente.

Tim McGraw compartilha com a gente em Live Like You Were Dying um conselho que foi dado a ele: “eu amei mais, eu falei mais doce, e dei o perdão a quem eu condenava…um dia eu espero que você tenha a chance de viver como se fosse morrer.”

A vida nos ensina a ser fortes

Todo mundo sabe que não fácil viver, e que durante o caminho a gente leva um monte de pancadas da vida e por isso ela nos ensina a ser forte. A nossa fé e a nossa dedicação são postas à prova todos os dias para o mundo ver e se somos um pouquinho fraco as vezes isso já se vira contra nós.

Kelsea Ballerino nos ensina em Stilettos que se deve “continuar caminhando com a cabeça erguida, dando um show; ir em frente como se nada estivesse errado…porque não há espaço para a fraqueza em um mundo áspero, que continua dizendo que você nunca foi suficiente”

Mantenha a sua fé

Mesmo que a sua fé esteja abalada você tem que continuar. Se você perde alguma oportunidade, tem que lembrar de haverão outras e, às vezes, você tem que perder mesmo, mas isso não pode ser o fim da sua caminhada.

E a Miley Cyrus, antes dela ficar maluquinha haha, ela nos ensinou isso em The Climb“cada movimento que eu faço parece perdido, sem direção, minha fé está abalada, mas eu tenho que continuar tentando…sempre haverá outra montanha…sempre será uma batalha difícil…”

Nunca perca a sua essência

Mas mesmo você sendo quem você quiser ser, explorando novos horizontes, nunca esqueça de quem realmente importa nem das pessoas que você já foi. Você pode até não ter os mesmos amigos, mas todos que já fizeram parte da sua roda ajudou a construir a pessoa que você é hoje. E ainda que a sua família seja estranha, meio louca, nunca se esqueça de que amigos são importantes, mas família é família.

E pra fechar, duas músicas. Em Long Live, a Taylor faz um apelo a esses amigos que fizeram parte da sua história, eu aqui faço para os da minha também: “me prometa que você vai ficar do meu lado sempre, mas se o destino interferir e nos forçar uma despedida, se você tiver filhos algum dia, quando eles apontarem para as fotos, por favor, diga a eles o meu nome.

E a Kacey, mais uma vez nos diz que “amigos são úteis, mas família é família…você pode falar deles, mas se outra pessoa o faz, bem, você acaba com ela, porque no fim das contas, eles são os únicos que você tem.”

É claro que existem mais uma montanha de músicas assim, inspiradoras, mas ai ficaria chato haha e isso que eu me controlei. Mas isso é tudo pessoal.

xoxo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s